1
ana kraš é designer, ilustradora, fotógrafa, sérvia e casada com o devendra banhart.
vou falar sobre o trabalho dela como fotógrafa e designer de móveis.
ana é a inspiração em pessoa.

 

retrato de ana kras para missoni

ana para missoni

 

I don’t think we are really aware of inspirations when we are receiving them. It’s not very obvious. It’s really shy and quiet.  

 

2
ana estudou decoração de interiores e design de móveis e seu primeiro projeto foi a hug chair. passou depois para os bonbons que são abajures feitos de várias linhas de costura. ela diz que normalmente o processo de escolher as cores é aleatório, só faz diferente quando tem um pedido especial por parte do cliente. por ser um trabalho manual delicado e com várias horas de trabalho, o bonbon se transformou em um item caro e raro. hoje em dia o abajur pode custar até 5 mil dólares. incrível imaginar que isso começou com uma ideia para melhorar um abajur quebrado que ficava pela casa da ana.

 

foto de bonbon lamps por ana kras

por ana kraš

 

foto de ana kras

por ana kraš

 

foto de ana kras

por ana kraš

 

Giada Paoloni for L'AB

por giada paoloni

 

3
a personalidade leve da ana se deve, talvez, ao fato de ter nascido e crescido num país – sérvia – que foi vítima de anos de guerra e governo corrupto. ela não leva a sério o processo “padrão” de fazer arte e de se inserir no mundo artístico, esse processo normalmente envolve ter dinheiro, ter recursos e contatos. até mesmo ir morar nos estados unidos foi feito de maneira casual. ana conheceu devendra, eles se apaixonaram e ela se mudou para lá. simples assim.
muito da minha admiração pela ana vem dessa simplicidade, desse minimalismo (como diria a mari). é um frescor diante de tanta pretensão, informação e pressão que vem da esfera cibernética e artística. tenho me interessado muito mais por artistas que parecem se envolver na arte de forma mais pessoal e simples, cultivando ideias próprias por meios próprios. além do mais, tenho apreço especial por qualquer trabalho manual. o pouco que me envolvi com costura me fez notar como é terapêutico o contato das mãos com o objeto. você cria uma ligação física e mental com ele, e o que sai disso é muito mais gratificante.

 

 I’ve learned not to overthink anything; it’s important to just try out your ideas. If they work, they work; but if not, oh well. I always follow my feelings, and I would rather try something than feel closed off. And if it stinks, it’s ok, but it was important that it existed in the first place, because it will ultimately bring me to something else. (fonte)

You learn to make your ideas very small, simple, and shy, and sometimes that’s the best way. In a good Western school, a kid has all the tools and possibilities, so he draws a fluid-shaped table in plastic, fabricates it with a prototyping machine, and there it is: a ridiculous thing that’s expensive to make. In a bad school in Serbia, even if the kid dreams of a white fluid table, there’s no way to make it. So he’l draw something he can have done easily, and he’ll end up designing at least a practical thing. (fonte)

I knew I didn’t want to buy thread in a shop; I wanted to recycle leftovers from the fashion industry. Each season, there are new colors, new styles—people really think that they need all those changes twice a year—so the fashion brands have tons of leftovers. (fonte)

 

4
a intimidade da ana é frequentemente seu tema fotográfico.
(todas as fotos a seguir são de autoria de ana kraš)

 

tumblr_mgxz8ouqw21r4xrwlo1_1280

 

tumblr_mg6oifq7vC1r4xrwlo1_1280

 

tumblr_mg2wmgOoPZ1r4xrwlo1_1280

 

tumblr_mb4snvOQpQ1r4xrwlo1_r2_1280

 

tumblr_m48eymMaGK1r4xrwlo1_1280

 

tumblr_m8qjbs3Dh91r4xrwlo1_1280

 

tumblr_m3q9gj8HPa1r4xrwlo1_1280

 

tumblr_m3ie3gShhH1r4xrwlo1_1280

 

tumblr_mf5fhmFZyJ1r4xrwlo1_r3_1280

 

tumblr_mevk0kGgas1r4xrwlo1_1280

 

tumblr_mer1xqZhcm1r4xrwlo1_1280

 

tumblr_m2qym09Yip1r4xrwlo1_1280

 

tumblr_m0sx6zGbCT1r4xrwlo1_1280

 

tumblr_m0qrsg4goy1r4xrwlo1_1280

tumblr_lzayq5uqMP1r4xrwlo1_1280

tumblr_lzayl07rW11r4xrwlo1_1280

 

tumblr_lz1sf71soo1r4xrwlo1_500

 

tumblr_ly45n3LWVx1r4xrwlo1_1280

 

tumblr_lxpqszcqpy1r4xrwlo1_1280

 

tumblr_lwsn6kdN2n1r4xrwlo1_1280

 

pusi_j

 

Marja in a white spanish dress

 

Marija having a very dramatic dramatic phone dialogue

 

Cars in Singapore

 

A strawberry milkshake in San Francisco

 

7037275745_9c6dc9d7c6_b

 

5949522485_47436e53e6_b

 

5667359762_27f01ed58a_o

 

5080901394_d4364f40d9_b

 

5060026973_5bf83aa35a_b

 

4994092697_dbf82d7b07_b

 

4986490775_ef21549dce_b

 

4986406966_fb859154f0_b

 

4912486885_ca6a804cc6_b

 

4838117025_af78875c3e_b

 

4826336056_4f8f30b144_o

 

4817065143_0a5ab1a469_o

 

4814161925_44720bc9cc_b

 

4790377479_c80c9a95d4_b

 

4770911786_bc4dd3e343_b

 

4704172851_b7fe68c208_b

 

4652380889_1d4312c318_b

 

4543048322_54f22c65cc_o

 

4485834327_80461e0ee1_o

4255939094_439169d8b7_o

 

3958913525_aafb0e03fb_o

 

3871874602_a3f4c507c4_o

 

3867616085_37e04467bb_o

 

3709840079_123a052dd6_o

 

3462246622_8acb9fbda3_o

 

a sensação ao olhar para as fotos da ana é de espiar – sem consentimento – o álbum de fotografias de alguém. sem exclusão das fotos sem foco ou tremidas, preservando nas imagens o delicado do cotidiano. provavelmente o risco em editar o próprio trabalho seja este mesmo: perder tanto o contato com o banal que a identificação com o mesmo fica quase impossível. a ana faz uma edição muito simbólica e sentimental, parece que ela está só compartilhando sua rotina. não parece um portfólio ou um trabalho meticulosamente processado – e isso nos liga muito mais a memórias e detalhes.

 

(What I enjoy the most about analogic photography) I like that you don’t take many photographs so you select what you want to capture, and you don’t take 10 similar ones to pick out the best one. I like that it’s risky in a way. Another beautiful thing is waiting to see the photographs. Nowadays everything is to quick for my taste. analog photography is nourishing patience, which is an admirable skill to own. (fonte)

5
ana & devendra

“Where do you see yourself in 4 years?
Sitting with my man, with one or two babies on my lap. Creamed spinach and sunny side up eggs on the plate. Feeding them and myself.” (fonte)

 

2be4428eaee511e39e3f120abdccd260_8

 

portfólio
tumblr
instagram
ana para garance doré

 

por natalia mello