música

say yes to love – meredith graves

meredith graves

 

meredith graves, assim como eu, tinha um livejournal através do qual eu acompanhava à distância seus anseios, frustrações e banalidades cotidianas, e me identificava. durante um bom tempo eu nunca mais ouvi falar dela; foi só depois da formação de sua banda de noise rock, o perfect pussy, que voltei a ter notícias. a banda que tem meredith como vocalista e compositora, parece ter conquistado muitas pessoas. em entrevistas, ela costuma dizer que é bastante tímida, e que suas formas preferidas de passar o tempo — passear ouvindo música, ler, compor, andar de bicicleta — são geralmente solitárias. curioso, pois ela nunca teve medo de subir ao palco, onde grita, pula, se esperneia e xinga (muito), o que provavelmente deve ter a ver com o fato de que ela sempre cantou e estudou música. ah, ouvi dizer que ela vai lançar um álbum solo em 2015! estou curiosa.

 

MORE

my bloody valentine & a psique feminina

a primeira informação que recebemos quando começamos a estudar psicologia é a de que tudo é sobre o inconsciente. tudo é sobre o oprimido, o reprimido, o não dito e o não feito. a psicodelia não é somente sobre se desligar, é um conceito sobre o não cerebral, o não racionalizado, a parte em todos nós que não é influenciada pelo consciente, logo, não sofre culpa ou censura.

 

my bloody valentine

MORE

das cantoras da minha vida, parte #1: fiona apple – ísis daou

fiona apple

 

Eu comecei a realmente gostar de música na adolescência, talvez como a maior parte das pessoas. Descobrir novas bandas era um passatempo recorrente, mas em tempos de internet discada, em muitas ocasiões, eu acabava baixando apenas uma faixa de cada artista. Foi assim que eu conheci a Fiona Apple, lá pelos meus quatorze anos, com a sua celebrada Criminal: os primeiros versos da canção dizendo I’ve been a bad, bad girl… e a intensa, hipnótica sonoridade me conquistaram de imediato. Acho que só deixei de procurar mais da Fiona por causa da fase rock’n’roll que, na época, permeava a minha cabeça.

MORE