eri the mermaid retrato da artista eri wakiyama

 

frequentemente, os desenhos de eri wakiyama fazem referência a croquis, desenhos rápidos feitos por estilistas e ilustradores de moda que precisam expressar visualmente de modo claro e objetivo toda a parte estética e “atmosférica” em concepções de vestuários. no entanto, seu traçado forte e seguro (de quem tem familiaridade com o grafite na mão, alguma intimidade com as personagens que dele saem) me traz à tona não exatamente essa referência específica, mas as várias outras referências internas, que vivem nesses próprios desenhos, em grande parte representações de mulheres e meninas, de olhar sério e boca fechada.

 

arte de eri wakiyama arte de eri wakiyama

 

eri nasceu no japão, cresceu na califórnia e atualmente vive em nova york, trabalhando com merchandising de moda (tendo se formado em design de moda pela parsons school of design). quando perguntada sobre o porquê do nome de seu blog, “mermaid hair”, ela responde que uma amiga lhe deu este apelido depois que, numa noite, eri não conseguia ser acordada de jeito algum, só dando uns chutinhos com a perna, no ar, como se tivesse uma cauda de sereia, e também por causa dos seus longuíssimos cabelos.

 

arte de eri wakiyama arte de eri wakiyama erithemermaid05

 

Beauty is not based on how ‘beautiful’ something is visually. Not entirely or solely anyway. It’s different for everybody and can be found anywhere. Sometimes you see it often and some days it lasts only a moment and you can never find it ever again. So when you see it or feel it, you know it.

 

além de se interessar e se identificar com os trabalhos da yoko ono, ela também gosta muito de haruki murakami, autor japonês cujo último livro lançado no brasil foi “19Q4”. gosto dessa sua noção de uma beleza que não é inerte, que pode e muitas vezes é passageira. aquela que vai pra longe daquilo que é eterno e inatingível. uma beleza possível e, portanto, incrível.

 

por mariana t. k.
olho–roxo / mtk