ícaro yuji é residente de foz do iguaçu e fez faculdades de design gráfico, design de produto, belas artes e trabalha como ilustrador. pedi a ele uma entrevista para o site, por ver uma familiaridade com rostos femininos em seu trabalho, mas ver ele citar influências do dream pop para criar personagens etéreos, vejo que as inspirações dele têm mais em comum com esse universo todo do site do que eu imaginava. independentemente, é um artista que merece muito ser acompanhado.

 

Dreampop - Digital arte de icaro yuji


quais são as técnicas e instrumentos que você mais utiliza para criar e por quê?
Depende muito da finalidade. Para ilustrações comerciais eu trabalho no computador, photoshop e tablet. Pela facilidade em realizar alterações. Agora, quando eu faço um trabalho por gosto, eu uso óleo, acrílica, guache, lápis. Qualquer coisa que ao deixar sedimentos numa superfície pode dar a ilusão de uma imagem reconhecível.

qual é o tema/objeto que mais costuma te interessar em desenhar?
Pessoas, cores, movimento, profundidade, peso…

quais são suas maiores influências?
Acho que só recentemente eu fui perceber a importância dos impressionistas no meu trabalho, ou no trabalho contemporâneo em geral. Enxergar cores onde só era sombra, o movimento e profundidade das pinceladas entre outras coisas. Mas acredito que você perguntou por algo mais específico, vou dividir em dois grupos para facilitar, os “antigos” e os “contemporâneos”. Entre os antigos, posso listar: Sargent, Sorolla, Caravaggio, Zorn, Rockwell. Nos contemporâneos: James Jean, o brasileiro João Ruas, Kent Willians, entre muitos outros (eu gosto muito dessa geração de ilustradores/artistas).

 que tipo de música você costuma ouvir para criar?
A musica tem uma grande força no meu trabalho. Na pintura “dreampop” eu tentei simular um pouco o gênero musical (dreampop e shoegaze). Espectro tonal comprimido, clave alta, ruído, personagens etéreos e com um relativo desdém à objetividade da peça. Mas escutar música para criar, ai já é outra pergunta. Eu não escuto musicas que eu realmente gosto na hora de criar. Para mim, escutar música na hora da criação é um ritual meio estranho e nem sempre os componentes são os esperados. Por exemplo, por um bom tempo eu escutava o álbum Evisceration Plague do Cannibal Corpse em repeat frenético. Nada contra a banda, mas é algo que eu não escutaria normalmente.

 

Estudo - Guache arte de icaro yuji

Estudo 2 - Guache arte de icaro yuji

Telas SIAP - Processo arte de icaro yuji

Violeta -Digital

 

como você gostaria que seu trabalho evoluísse daqui a 10 anos?
Essa pergunta dos 10 (ou 5) anos  eu já tinha me feito antes. Percebi que não funciona muito bem. Talvez funcione para profissões mais “cartesianas”, dependentes de estratégias ou onde o resultado final é mais importante que o caminho percorrido. No momento, por exemplo, eu estou muito dividido entre seguir uma carreira de ilustrador comercial (por comercial, eu quero dizer onde a finalidade do trabalho é definida pelo cliente contratante) ou autoral. E toda vez que eu decido seguir por um dos caminhos, o outro abre portas incríveis e me mostra facetas que eu não tinha percebido antes. Parece que definir algo nesse momento seria apenas um limitador de opções, além disso eu já cheguei em um objetivo que eu queria muito; conseguir ter uma vida boa e uma (razoável) estabilidade financeira trabalhando apenas com arte.

 

As-Carpindeiras-oleo

 

contato
icaro.yuji@hotmail.com

 

por natalia mello