mariana a miseravel

 

ctrl + c e ctrl + v de várias entrevistas – algumas traduzidas – com a mariana, a miserável que além de xará, faz uns desenhos que têm me perseguido (de um jeito bastante amigável) ultimamente.

Como é que desenvolveu o “gosto por não saber desenhar”? Foi o ensino ou o “desensino”?
Foi uma aprendizagem, havia a tentativa e o erro, comecei a perceber que gostava mais do erro e a fazer de propósito para que ele acontecesse, o que era fácil para mim, porque sou desastrada. Não foi uma “opção” consciente, tem a ver com o meu gosto pessoal e, um bocadinho, com a minha falta de jeito para o desenho, embora não deixe de admirar e de aprender com aqueles que dominam a técnica. (fonte)

Como seria seu emprego dos sonhos?
Gostaria de pintar um prédio, ilustrar um livro, um jornal ou uma revista regularmente, ter uma loja/ateliê com amigos. (fonte)

O que é que influencia ou inspira seu trabalho?
Conversas com amigos, desilusões amorosas, novelas, eu mesma, meus vizinhos, o departamento financeiro, os dias ruins, minha má sorte, expectativas baixas, mulheres feias, caras maus, a miséria da vida, Beyonce e muitas coisas que encontro pela internet todos os dias. (fonte)

“É uma enorme predisposição para o desastre, falta de talento por tudo e falta de cuidado com os materiais” – Disse isso numa entrevista. Te falta jeito para o desenho? Costuma ser atraída para o desastre, em geral?
Disse e é verdade. Eu e o perfeccionismo nunca andamos de mãos dadas. Nunca fui menina de pintar por dentro das linhas e desenhar o real está longe de ser uma realidade para mim, mas também não é isso que eu procuro. Gosto das coisas com um ar feio e tosco, e por isso aproveito a minha inclinação para o desastre, mas, mesmo assim, dentro da miséria, preocupo-me em evoluir e aprender com quem sabe. (fonte)

 

arte de mariana a miseravel

arte de mariana a miseravel

arte de mariana a miseravel

 

“Não consigo desenhar o que vejo. Só consigo desenhar o que imagino”. (fonte)

Organiza os seus dias ou trabalha por instinto?
Eu tento ser metódica, mas às vezes o jeito para desenhar não acorda comigo às 9h da manhã. (fonte)



por mariana t. k.
olho–roxo / mtk