sempre que me deparo com uma de suas fotografias, me pergunto: o que é que me prende àquela imagem (mesmo que por alguns instantes)? é o corpo nu? sua expressão facial? o gesto, a atitude? as cores? a fotografia analógica? o sutil embate entre ficção x realidade? quem é que está nu, eu ou ela?

 

tumblr_m908gsCC3L1qbccx9o1_1280

rita lino foi atraída para o universo da fotografia tempos depois de ter iniciado seus estudos de design de multimídia na universidade da beira interior, em portugal. acho que li, uma vez, que o pai dela costumava fotografar, e deu a ela sua primeira máquina fotográfica.

 

ritalino-who004 Picture-6

 

também deve ter sido na mesma entrevista que ela disse ser uma pessoa extremamente tímida e, por isso, os autorretratos a deixavam muito à vontade, no sentido de estar no controle tanto detrás quanto diante da câmera. suas fotos são uma viagem egocêntrica que permitem um infinito de interpretações? possivelmente.

mas não é “só” isso. o que eu enxergo nessas fotografias ora brutais, ora delicadas, é mais do que a super exposição do próprio eu, e as múltiplas possibilidades que isso traz. tem alguma coisa, algum detalhe, que delimita o espaço que essas suas fotos me revelam e instigam das outras que vemos por aí. não sei o que é.

 

ritalino-amatour-008 ritalino-nakedsoul-002

 

provavelmente nem ela mesma sabe. o que é que me prende? ou será que liberta?

 

ritalino-sabrina--005 artesvisuais_ritalino1

 

por mariana t. k.
olho–roxo / mtk