tereza, a musa de a insustentável leveza do ser. aos olhos de kundera e de seus leitores: a doce, sensível e aspirante a fotógrafa do interior da tchecoslováquia. cabelos curtos, saias, vestidos fofos com botas, amante de cachorros, fã de tolstói e uma eterna apaixonada. aos olhos da psicanálise: histérica de carteirinha.

 

foto da atriz juliette binoche com cao
deixou sua vida interiorana por um impulso da paixão chamado tomás (médico sedutor, eu diria, um típico histérico). começou sua vida profissional como fotógrafa no meio do que mais a atraía: tragédia, sofrimento e agonia, representados na invasão russa à tchecoslováquia. não contente em registrar o sofrimento alheio, foi em busca de algo que traria o sofrimento somente a si mesma, ou seja, fotografar a linda amante de seu amado nua e passar lindos momentos amigáveis com a mesma.

 

naked foto do filme a insustentável leveza do ser

 

a vida a dois para tereza era repleta de insegurança, traição, angústia e, é claro, sonhos terrivelmente repletos de simbolismo. mulheres nuas rindo em volta da piscina ou tentando cortar sua cabeça (dispensa interpretação, não é?). em meio aos incansáveis pesadelos, tereza acordava durante a noite convertendo a sua histeria em gritos, sudorese e imensos ataques de pânico. cheirava o cabelo de seu amado em busca de vestígios de outras mulheres, só conseguia dormir depois que ele a confortava e segurava suas mãos até que ela adormecesse. não satisfeita, tereza voltava a sonhar e apertava a mão de tomás tão forte que o mesmo acordava gritando de dor. espasmo ou um gesto de vingança inconsciente? eu ficaria com a segunda opção.

 

foto do filme a insustentável leveza do ser

tumblr_mki9zg4TVa1s04z79o1_1280

 

quando sentia-se humilhada e cansada, tereza ia embora sem avisar tomás. como toda típica histérica sedutora, agia, inconscientemente ou não, com um objetivo: que seu amado fosse atrás dela, suplicando seu retorno. tomás, como previsto, o fazia,  e que conforto traz sentir-se amada e desejada novamente!

 

juliette-binoche

 

e assim é tereza: impulsiva, masoquista, conversiva, manipuladora, sedutora, um tanto previsível quanto imprevisível, sensível, apaixonada e apaixonante. ainda mais tendo seu lindíssimo personagem interpretado no cinema pela juliette binoche (suspiros).

 

por kati ferreira